Contact Us

Use the form on the right to contact us.

You can edit the text in this area, and change where the contact form on the right submits to, by entering edit mode using the modes on the bottom right. 



Brazil

+57 3103021811

ARTISTAS

ARTISTAS

Confira aqui alguns dos artistas que nos deram o privilégio de poder expor seus trabalhos.


Alex Senna

É natural de Orlândia, interior de SP. Ilustrador, artista plástico e artista de rua.
Tem como tema principal de seu trabalho, o cotidiano do amor e a melancolia do ser humano.

Desde 2006, vem registrando suas ideias em telas e murais, sendo um dos nomes mais requisitados
para ilustrar a campanha de grandes marcas do cenário nacional.

Possui obras nas ruas as ruas da Inglaterra (Londres) e Holanda e seu trabalho pode ser encontrado
em galerias de Londres, Barcelona, Berlim, Paris e São Paulo.

Para conhecer mais do trabalho de Alex Senna visite seu Instagram (que hoje possui mais de 19 mil seguidores)
ou seu perfil no Facebook (com cerca de 5 mil seguidores).


Exposições:

 2006 - Exposição Coletiva IDCH - São paulo - Brasil

2009 - Exposição Individual no Piola Art Inside - São paulo - Brasil

2010 - Exposição Coletiva “cada loco con su tema” - Madri - Espanha

2011 - Exposição Individual - Kabul Bar - São paulo - Brasil

2011 - Exposição Coletiva na tomada cultural - São paulo - Brasil

2011 - Exposição Coletiva na lóeil Galeria -“Arte Urbana em São Paulo” - São paulo - Brasil

2012 - Exposição Coletiva Santa Insone - São paulo - Brasil

2012 - Exposição Individual BANX - Porto Alegre - Brasil

2012 - Exposição Coletiva Brooklin Essentials - NY - EUA

2013 - Exposição Coletiva Arte e Cinema pelos Posters no MIS - Sao Paulo – Brasil

2013 - Exposição Coletiv a “Entre Mundos” na apArt – São Paulo – Brasil

2013 - 2013 Exposição Coletiva Tiro para a lua - Miami Art Basel – EUA

Site: http://www.alexsenna.com.br/


Anna Anjos

Paulistana, nascida em 10 de março de 1985. É ilustradora, artista visual e designer graduada pela Belas Artes de São Paulo.

Filha de um artista autodidata e de uma jornalista, Anna Anjos tomou contato com o universo artístico desde muito cedo,
sendo constantemente fomentada pelos pais.

Em 2009 decide atuar como ilustradora autoral e inicia sua carreira na publicidade, criando ilustrações assinadas para a Nestlé. Desde então, a artista foi responsável pela criação de ilustrações para diversas campanhas publicitárias, livros infantis, embalagens, intervenções em mobiliária e cenografia.

Em 2014 criou a série “Somos todos brasileiros”. São obras que retratam personagens brasileiros multicoloridos e celebram nossa pluralidade etnocultural. É convidada para expor a série na Livraria Cultura do Conjunto Nacional, coração de São Paulo.

Com um estilo original, Anna faz prevalecer sua ousadia artística, inventiva e irreverente. Essa alquimia de criação nos mostra uma produção bastante especial: personagens puros, que refletem uma ingenuidade em seus corpos, mas que revelam a firmeza de suas personalidades e de suas emoções, através dos seus traços bem definidos, brindando-nos com a gênese de um estilo que faz de Anna Anjos uma artista marcante, já com sua patente dentro do nosso universo artístico contemporâneo.

Site: http://annaanjos.prosite.com/


André Gola

35 anos, diretor de arte, teve passagens pela Publicis, Leo Burnett e AlmapBBDO na qual permanece há 6 anos criando para marcas como Volkswagen, Pepsi, Doritos, Visa, Bradesco Seguros, Bayer, Antarctica e O Boticário. Seu trabalho tem o reconhecimento de importantes prêmios nacionais como Profissionais do ano, Clube de Criação de São Paulo e Prêmio Abril e internacionais como Cannes, Clio, Oneshow e D&aD.

Sempre trabalhando em projetos paralelos à propaganda para dar vasão à criatividade de uma forma mais livre e espontânea, Gola
desenvolveu em 2012 uma série de obras minimalistas chamada "linhas" e participou de uma exposição na Loja Choix em São Paulo.

Em dezembro de 2013, montou uma página no facebook e instagram com cartoons que abordam de forma simples e sem palavras,
sentimentos do dia a dia das pessoas. A página no Facebook conta com mais de 7800 fãs.

Site: http://andregola.com/

 

Angela Bassichetti

Angela Bassichetti é Diretora de Criação e artista. Depois de 14 anos trabalhando em agências de propaganda, decidiu redirecionar sua carreira para TV e hoje trabalha com Diretora de Criação na Turner Time Warner para toda América Latina. Com seu trabalho em propaganda, ganhou diversos prêmios, como por exemplo, Cannes, One Show, D&AD e Clio

Em seu trabalho atual como artista, desenvolveu um universo fantástico e suas criaturas. Através de pinturas a óleo e esculturas, traz para o mundo real, todo o ecossistema que se aflora na alma feminina. Um trabalho cheio de erotismo, amor e humor.

Já participou de exposições nacionais e internacionais, como a Yen Illustration Exhibition na Austrália, e teve seu trabalho publicado em edições da Zupi e Curvy.

Site: http://abassichetti.tumblr.com/


Benjamin Yung Jr.

Formou-se em Administração de Empresas pela FGV, em 1998, mas sua paixão por arte falou mais alto
e ele largou a carreira em Marketing na Unilever para trabalhar na área de criação, em propaganda. 

Se formou em Fotografia pela Escola Panamericana de Arte, onde se destacou e teve uma de suas fotos selecionadas
para uma exposição na Alemanha. Logo depois, foi pra San Francisco, estudar design e direção de arte na Academy of Art College. 

Como Diretor de Arte, trabalhou em grandes agências do Brasil, Itália e Estados Unidos e atualmente trabalha na ALMAPBBDO. Já foi premiad
 nos maiores festivais de criação do mundo: Cannes, Clio, One Show, London Festival, New York Festival e outros. Mas um dos prêmios que mais se orgulha foi ter vencido o concurso para criar o cartaz da 25 Bienal Internacional de Arte de São Paulo, cujo tema era "Iconografias Metropolitanas". Seu olhar atento busca enxergar no cotidiano das cidades formas geométricas que costumam passar despercebidas.

Site: http://www.benjaminyung.com/



Bia Tambelli

" Nasci em Bauru - SP em 10 de Setembro de 1987. Desde 1 ano de idade (dizem os meus pais) já demonstrava sinais de que seguiria em um caminho criativo. Sempre incentivada por eles, que perceberam em mim uma habilidade acima da média em desenhos, segui brincando de pintar.

Aos 8 anos de idade entrei na primeira Escola de Arte em Campinas - SP, porque já sentia necessidade de conhecer técnicas para conseguir transformar minhas imaginações em desenhos.

Já com mais maturidade e tendo frequentado outras Academias Artísticas, o que me encantou ainda mais, foi quando percebi que a Arte conta a história do Mundo, mas não apenas, a Arte é um meio de melhorar o Mundo. Minhas obras são feitas com amor puro e nelas coloco a mensagem, direta ou indiretamente, do meu mundo ideal. Parte da renda da venda das obras são revertidas para Instituições escolhidas e que de certa forma fizeram parte da história daquela obra ou coleção.

Me formei Bacharel em Artes Plásticas na Faculdade Santa Marcelina em 2009. Morei em 2007 na Itália para conhecer o berço das Artes Plásticas Mundial e desde então volto todo ano para Europa em pesquisa do que se consome o Mercado de Arte internacional.

Acredito que "ser artista" esta além da escolha, a obra é uma extensão do meu ser e é através dela que consigo disseminar minha ideologia, seja ela tocando o espectador da obra, seja ela ajudando Instituições que admiro."

Site: http://biatambelli.com/

 

Catharina Suleiman

Catharina Suleiman nasceu em 1977 em São Paulo aonde vive e trabalha. Inicialmente se dedicava a fotografia histórica e experimental, mas durante o processo da composição de suas imagens a artista se encontrou com diversas técnicas que hoje compõem suas obras mixed media.

Trabalho citado pelo Wall Street international como “Thought provoking” provocador de pensamentos), Catharina se descreve como uma eterna pesquisadora, cada obra é criada camada por camada, e contam historias sobre sonhos, memórias e arquétipos, uma narrativa poética que explora técnicas como a fotografia, stencil, aquarela, bordado, gravura, poesia e escultura.

Em 2014 a artista começou a também se dedicar a arte urbana e instalação.

Catharina faz parte do casting da Galeria Contempo.

Exposições:

2011-14

-Nucleo Contemporâneo de Fotografia – Galeria Canvas

-Dream Still- ECM

-A Três- Choix

-Havana 1 –  Casa do Mexico – Havana-Cuba 

-Geometria Humana-ApART Private Gallery

-London Cultural Slice- The Brick Lane Gallery- Londres

-Entre Mundos- ApART Private Gallery

-Ensaios sobre a fronteira- Memorial da America Latina, Galeria Marta Traba

-Sete- Galeria Contempo

-Movimento- New Creators

-Joy- ApART Private Gallery

2015-16

-Indoor- J.B.Goldenberg

-Hadormeser- ApART Private Gallery

-Filaac- Memorial da America Latina

-Hadormeser Path- Instituto Tomie Otahke

-Art Rua- Ponder 70

-Transformações - Museu da imagem e do som

-In Loco - edições 1 e 2

-Agosto do cachorro Louco- Incubadora de artistas

-Ofrendas a la pachamana- Museo de arte contemporânea de Cusco- Peru

-Outra cor- ApART

-Segundo Bit de fotografia- Incubadora de artistas

-Todos os cantos- Thats it art

Coleções:

-Obra “Breathless Silence” na coleção de arte latino Americana da UNESCO.

-Obra “Love Each Other”-Museo Del Cap- Peru

Publicações:

Seeance Magazin

Revista OLD

Diversos e afins

Best of Photo Vogue

Capa CD Maria Gadu- Guela-2015-Obra "The end of the world shoot"

Site: http://www.catharinasuleiman.com/

 

Conrado Zanotto

Produz arte nos formatos de desenhos, gravuras e pinturas - interiores e graffiti.

Com tema baseado em conhecimento cósmico, retrata a materialização biológica dos arquétipos cósmicos
no planeta Terra na forma de animais, seres humanos, plantas e estruturas orgânicas.

Inspirado pela natureza interna e externa de criaturas vivas e objetos, mistura o lúdico com o real,
propondo novas sinapses, com personagens, símbolos e cores que trabalham conexões subjetivas.

Usa a fechadura como assinatura, um símbolo do corpo fechado e a mente aberta que convida
o espectador a atravessar o portal da percepção.

 Site: http://iconosquare.com/conconcon


Dudu Rezende

O carioca Eduardo Rezende de 36 anos acabou se tornando fotógrafo de moda influenciado pela mãe Marchand e pelo pai Engenheiro que ofereceram a oportunidade de crescer acompanhando movimentos artísticos e trabalhos de grandes mestres da arte nacional e internacional. Seguiu a arte estudando Desenho Industrial, desenvolvendo o gosto por trabalhar com grafismo associados a elementos da natureza.

Em 2006 participou da Exposição Conjunta com Wesley Duke Lee na Galeria Valu Oria. Premiado pela Revista QUEM como melhor fotógrafo de moda Brasil nos anos de 2011 e 2012, onde seu trabalho foi citado como: "As imagens feitas por ele são construídas por ângulos que valorizam cada detalhe, formando uma espécie de arquitetura fashion sofisticada". E hoje finalista Hasselblad Master 2013/ 2014 nas categorias Underwater e Beauty.

Os trabalhos de Eduardo Rezende podem ser encontrados nas publicações de VOGUE, ELLE, MARIE CLAIRE, WALLPAPER, FINANCIAL TIMES, L`OFFICIEL, além de grifes importantes tais como: LENNY, ELLUS, ÁGUA DE COCO, ANTÔNIO BERNARDO, AMSTERDAM SAUER. Dentre estes trabalhos teve a oportunidade em trabalhar com celebridades como Rodrigo Santoro, Fernanda Lima, Grazi Massafra, Juliana Paes, Vivienne Westwood, Cauã Raymond e Paolla Oliveira.

Site: http://www.erfoto.com/


Fábio Astolpho

É diretor de arte há 18 anos. Atualmente na DM9DDB, já trabalhou e acumulou prêmios em grandes agências do mercado, como Talent e NeogamaBBH. Sua ligação com a criação de imagens extrapolou sua atividade profissional desde que começou a se dedicar de forma mais intensa à fotografia, em 2010. Hoje se considera tão fotógrafo quanto diretor de arte. Ou vice-versa. Neste projeto, mostra parte do que seu olhar já registrou em grandes metrópoles do mundo. Em abril, outro projeto seu, Happy Mountain, será mostrado ao público no MIS (Museu da Imagem e do Som), em São Paulo.

Sitehttp://fabioastolpho.com/


Fabio Betitto

Brasileiro natural de São Paulo, nascido em 1978. Iniciou seu interesse por fotografia ainda criança, mas somente em 2004 iniciou sua carreira como fotógrafo e artista plástico. Em seus trabalhos busca a utilizaçãode variados processos e técnicas como uma ferramenta para exibir de um modo único e em constante aperfeiçoamento a tranformação do ordinário em extraordinário tentando converter sentimentos em imagens. 

Site: http://viewartscompany.com/artists-bio.php?id=44 


Fabio Stachi

Com o trabalho centrado na emoção humana, o fotógrafo Fabio Stachi busca a íntima relação da dialética corpórea como meio de expressão
da arte em que a carne manifesta as linguagens de um corpo aflito, ambivalente... conflituoso.

Nascido em São Paulo e formado em design gráfico, desde cedo desenvolveu o gosto pela arte. Estudou desenho na adolescência e ao longo dos anos explorou suas habilidades no universo da fotografia. Com o amadurecimento pessoal e artístico, a sensibilidade e entrega com a fotografia foi tomando espaço em sua vida.

Influenciado pela luz e sombra de Caravaggio, pela sensualidade da figura feminina nos quadros de Pino Daeni e a ousadia das fotos de Jan Saudek, o trabalho de Stachi convida para um diálogo com a inquietude humana, carregado de sentimentos e provocações. Não se prende a regras e conceitos estéticos, a cada trabalho desafia a si mesmo com os processos que envolvem suas descobertas artísticas. Apresenta a imagem como um fluxo de vida contínua e com um olhar qualificado investe incansavelmente no pensamento do impensado.

Em 2011 foi convidado para integrar o coletivo artístico Famiglia Baglione.

Site: http://www.fabiostachi.com/


Felipe Hellmeister

Fotógrafo e cineasta, faz fotos editoriais e Moda para diversas publicações nacionais, como Trip, Joyce Pascowitch e Serafina e Fotografias de sua autoria fazem parte do acerco do Masp. Fotografa e Dirige filmes para as principais agências do país. Felipe Hellmeister, mais conhecido como Fepa, nasceu em São Paulo (SP), em 1972. Formou-se em Cinema pela Fundação Armando Álvares Penteado (Faap), em 1996.

Participou de exposições individuais e coletivas em diversos espaços culturais como o Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand (Masp) , o Museu Nacional de Brasilia, o Museu da Imagem e do Som, a Pinacoteca do Estado de São Paulo, o Museu Brasileiro da Escultura (MuBE), o Studio Quinn, Galeria Imã, Sesc, Espaço Porto Seguro e Cannes Advertising Festival.

Seu trabalho integra o acervo permanente do Masp desde 2009, na coleção Pirelli de Fotografia. Ganhou importantes prêmios de Fotografia, entre eles: Nikon Photo Contest International 1992/1993, Prêmio Conrado Wessel 2005, Prêmio Porto Seguro de Fotografia 2008. Tem fotos publicadas nos catálogos Nikon Photo Contest International 1992/1993 e 200 Best Ad Photographers World Wide 2004/2005, da Lüzzer`s Arquive, e nos livros Rede de Tensão (Fundação Bienal de São Paulo, 2001), Advertising Today (Phaidon, 2001), de Warren Berger, e Mitsubishi Motorsports 2011 (Dupont, 2011).

Site: http://www.felipehellmeister.com.br


Gabi Bessa

“Sempre gostei de provocar reações fortes nas pessoas e foi esse sentimento que me inspirou na criação das minhas bonecas e das minhas coleções. No início eu me expressava através das roupas e de uma atitude mais underground, que acabei herdando dos meus pais. A primeira manifestação desse comportamento foi cursar medicina tatuada e cheia de piercings e assim quebrar os padrões estabelecidos. Estudei por 4 anos até entender que não precisava provar nada e sim mostrar o que eu sentia e foi assim que iniciei minha trajetória no mundo das artes e do design, trazendo minha paixão pelo corpo humano e pela beleza da sexualidade feminina, através das minhas bonecas caveiras levementeeróticas, criando de certa forma uma imagem provocativa. Em paralelo a isso gosto de coisas bonitas, práticas, confortáveis e duráveis, mas que ao mesmo tempo causem alguma sensação nos observadores e são essas características que eu procuro trazer para os objetos e as roupas que eu desenho.”

Site: http://www.gabibessa.com.br/

 

Gabriel Wickbold
 

Site: https://gabrielwickbold.carbonmade.com/



Gustavo Lacerda

Mineiro de Belo Horizonte, nascido em 1970. Formado em Comunicação pela UFMG, vive e trabalha em São Paulo desde 2000.Recentemente teve trabalhos expostos em algumas das principais feiras internacionais de arte contemporânea, como Paris Photo LA, AIPAD NY, Art Miami, Expo Chicago e SP ARTE. Estabilizado na fotografia publicitária, paralelamente desenvolve projetos de expressão pessoal, o seu ensaio Albinos, iniciado em 2009, é um dos trabalhos mais arrebatadores da história da fotografia brasileira e faz parte da Coleção Pirelli/Masp.

Sitehttp://www.gustavolacerda.com.br/


Gen Duarte

Seu trabalho teve início no grafite e com o tempo migrou para as artes plásticas. Esse diálogo entre o ateliê e a cidade é recorrente na sua produção. Com uma pesquisa artística baseada no embate entre a geometria e o orgânico, suas imagens são carregadas de padrões, ritmo, dinamismo conseguidos por meio de estêncil e percursos visuais, dentro de um colorismo vibrante que se apresenta em camadas, justaposições e sobreposições nos campos que são delimitados apenas pelo encontro das cores, isso do ponto de vista formal. Subjetivamente é possível criar paralelos e diálogos com os padrões geométricos, pinturas tribais com a arte decorativa de várias culturas, povos e épocas.

• Espaço Coletivo Galeria (Novos Ares) - 2008

• 1º Bienal Internacional de Graffiti de Belo Horizonte - 2008.

• Reciclando Cidades e Conceitos ( Brasilia ) - 2009
Espaço Cultural Zumbi dos Palmares/ Câmara dos Deputados

• Small is Beautiful ( Londres ) [www.edgeart.co.uk] - 2009

• Exposição Galeria Fauno (Coletiva) - 2009

• Exposição Tigenkka ( Quina Galeria - Belo Horizonte ) -  2010

• Spray Galeria (coletiva) -  2010

• Exposição Fuera de la Lìnea - 2011
Museu Macro (Rosário - Argentina )

• Centro Cultural São Paulo - 2011
Projeto Eixo Cruzado

• Exposição Origem - 2012
Fibra Galeria - SP ( Coletiva )

• Exposição Mundo de Fantasia - 2012
Qaz Galeria - SP ( Coletiva )

Exposição Entre Mundos - 2013
View arts Company e ApArt - SP ( Coletiva )

Exposição Art Show Chapel 44 - 2014 (Coletiva )

Exposição Entre Meios - 2014 (Coletiva )
PUC - SP

Exposição Legal - 2014 (Coletiva)
Gallery 102 - Washignton - DC

Exposição Legal - 2014 (Coletiva)
Gallery Porter Contemporary - NY

Exposição Abre - Te Graffiti - 2014 ( Coletiva )
8Galeria - Brasilia - DF

Exposição DES { Encontro } - 2015 (Coletiva )
Luis Maluf Art Gallery - SP

Exposição Caminhos - 2015 ( Coletiva )
Galeria Gamma - Maceio - AL

3 Bienal Internacional de Graffiti Fine Art - 2015
Parque do Ibirapuera, no Pavilhão das Culturas Brasileiras, São Paulo

Exposição Individual - 2016
Caruso Lounge - Exposição Acontece

Exposição Coletiva - 2016
In Propria Gallery

Exposição Individual Azul - 2016
Petite Galeria - Azul

 

Site: http://genduarte.com.br/


Guilherme Kramer

Meu trabalho tem como fio condutor o nomadismo como prática artística. Caminho pelas ruas para transformar lugares e seus significados, pois acredito que perder-se é confrontar-se com outras realidades, adquirindo outros estados de consciência. Isso transforma paisagens. E eu permito que o espaço me domine, para que então eu crie novos pontos de referência. Ao desbravar a cidade e suas margens, no grande labirinto de suas periferias, encontro personagens que vivem normas e vidas próprias, que mudam constantemente a cada esquina. Neste processo, o subconsciente é o protagonista. Busco meu estado contraditório: real e irreal, caótico e ordenado, mundo interior e exterior, a loucura e a cura. A partir dessa investigação e reflexão durante o percurso pelo desconhecido, surge uma rede de nervos, veias, galhos, raízes, asas, texturas, pelagens, olhos, bocas, expressões e sons que compões meus desenhos.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Guilherme Kramer nasceu em São Paulo. De 2006 a 2015, realizou exposições individuais e coletivas em diferentes cidades do Brasil e do mundo, incluindo Hong Kong, Shangai, Barcelona, Roma, Bogotá, Berna, Açores, além de ter trabalhado no cenário de um espetáculo de dança em Nova York. Em 2010, participou da oficina de gravura Lasar Segall, em São Paulo, onde aperfeiçoou técnicas de litografia, xilogravura e metal. De 2012 à 2014, estudou Artes Aplicadas ao Muro na Escola Massana de Barcelona, dedicando-se às técnicas de pintura, desenho, cerâmica, mosaico, vitral, performance e teorias da arte.

Individuais:


Cidade Nômade • Galeria Guatambu, São Francisco Xavier, Brasil, 2015
Branco no Preto • Apart Gallery, São Paulo, Brasil, 2014
Humanhood • Toof Contemporary, Hong Kong, China, 2013
A Grande Lata Rodante • Vértices Casa, São Paulo, Brasil, 2012
Reserva+Kramer • Reserva+, Rio de Janeiro, Brasil, 2011
Electrophorus • Mix & Match, São Paulo, Brasil, 2011
Escape, liberdade e desenvolvimento de mecanismos inconscientes • Galeria Lúdica, Curitiba, Brasil, 2011

Coletivas:

14o Salão de Arte Contemporânea de Guarulhos. Artista selecionado, 2015
Transurbância,Três olhares sobre a figuração contemporânea. Studio 258, 2015
Journée de l’estampe contemporaine • Artista convidado. Paris, Fra

 Site: http://www.guilhermekramer.com/

 


Gustavo Lacerda

 

Mineiro de Belo Horizonte, nascido em 1970. Formado em Comunicação pela UFMG, vive e trabalha em São Paulo desde 2000.Recentemente
teve trabalhos expostos em algumas das principais feiras internacionais de arte contemporânea, como Paris Photo LA, AIPAD NY, Art Miami, Expo Chicago e SP ARTE. Estabilizado na fotografia publicitária, paralelamente desenvolve projetos de expressão pessoal, o seu ensaio Albinos, iniciado em 2009, é um dos trabalhos mais arrebatadores da história da fotografia brasileira e faz parte da Coleção Pirelli/Masp.

Site: http://www.gustavolacerda.com.br/


Gustavo Zylbersztajn

Paulistano, nascido em 1976, tem um diploma de engenharia civil que guardou pra se tornar fotógrafo. Gustavo Zylbersztajn transita
na area de moda, publicidade a fine-art.

 Já teve seus trabalhos expostos na Bienal de Florença, Bienal de Veneza, MUBE e algumas das principais galerias de São Paulo.

 Site: http://gustavoz.com/


J.R. D'elboux

Após ter se formado em arquitetura pela FAUUSP, ingressou na DPZ Propaganda, estabelecendo-se profissionalmente na publicidade.
Passou por várias grandes agências brasileiras e, atualmente, é Diretor de Criação na Y&R, exercendo também, atividade didática na FAAP.

Seu interesse pela fotografia começou ainda na FAU, onde participou dos cursos ministrados por Cristiano Mascaro, João Luiz Musa e Sérgio Burgi.

O trabalho como diretor de arte, abriu também a possibilidade de manter contato com grandes nomes da fotografia brasileira
como Andreas Heiniger, Miro, Arnaldo Pappalardo, Mauricio Nahas e Felipe Hellmeister, entre outros.

Sempre teve a fotografia como uma segunda atividade, que tem recebido a cada dia mais dedicação, através do exercício constante
do ato de fotografar, principalmente nas ruas da cidade de São Paulo, cujo ambiente urbano é seu principal ponto de interesse.

Em suas atividades recentes, venceu em 2011, concurso de fotografia via Instagram patocinado pela construtora Yuni. Participou no ano seguinte, de workshop com o fotógrafo inglês Martin Parr, realizado em São Paulo, e foi premiado em 1º lugar no II Concurso de Fotografia "Fragmentos de São Paulo", promovido pela Associação Preserva SP.

Em 2013, também foi convidado a participar da mostra "Um Cartaz para São Paulo", realizada na Biblioteca Municipal Mário de Andrade
com apoio do Senac.

Atualmente, tem se dedicado ao projeto Tipos Paulistanos, um registro de tipografias e elementos gráficos, encontrados no ambiente construído
da cidade de São Paulo. Esse trabalho foi iniciado em 2008, e acabou se transformando em tema de pesquisa de pós-graduação na FAUUSP, conduzida entre 2010 e 2013. Esse trabalho, constantemente atualizado, pode ser conhecido através do site http://tipospaulistanos.com.br,
por uma fan page do Facebook ou pelo Instagram.


Jairo Goldflus

Jornalista paulistano, nascido em 1967, Jairo Goldflus já fotografou para as principais revistas do Brasil, seu nome não é recorrente apenas
nos créditos de títulos das editoras Abril e Globo, mas também de alguns títulos internacionais. Além dos editorias, ele também é o autor das imagens que compõe o anúncio de grandes marcas brasileiras, como Itaú, Bradesco, Vivo, Motorola, Procter, Unilever, Rosset, Samsung, Rosa Chá, Amsterdam Sauer, Nokia, Melissa, Azaléia, Brastemp, Vivara, entre outras.

 Site: http://www.jairo.com.br/



Leo Macias

Colombiano que vive em São Paulo, Brasil, há 15 anos. Sua inspiração artística vem desde sua infância em um país religioso, onde ele foi criado com uma forte família católica de artistas plásticos com raízes espanholas. Seu avô costumava fazer esculturas em argila e madeira como arte e sua avó dedicou-se à pintura em superfícies não-convencionais fazendo colagens com rendas e tecidos. Ambos sempre tinham elementos barrocos em seus trabalhos, bem como igrejas, santos e altares como sua inspiração. Desde os 17 anos ele tem trabalhado como diretor de arte , até que, aos 20 anos, decidiu se mudar para o Brasil, onde tem vivido até agora. Sua carreira como diretor de arte já concedeu-lhe os principais prêmios em festivais em nível nacional e internacional , fazendo dele um dos mais criativos diretores de arte em circulação no Brasil hoje. Sua experiência no Brasil e seu tempo em alguns países latino-americanos  ajudaram-no a encontrar materiais incomuns para suas obras de esculturas, que, juntamente com referências religiosas e barroco, tornaram-se a principal característica de seu trabalho - a ficção de símbolos religiosos. A exploração das cores em harmonia com três materiais tridimensionais, tais como espumas, acrílicos, borrachas, madeira, tecidos e couro proporcionam um incrível olhar. Assim, o artista consegue provocar uma discussão da religião, visto de sua perspectiva teatral e ocupar um espaço dentro da arte contemporânea.

2006 - Talentos internos Coletiva na Salles D’Arcy

2010 - Bienal de Vargem Grande

2011 - Rino Mania – exposição pela cidade de SP
            Mostra de design do Museu da Casa Brasileira, finalista.

2012 - Mostra de design do Museu da Casa Brasileira, 2o. Lugar, Menção Honrosa.

2013 - Galeria Canvas – coletiva fotográfica – SP – Brasil
             Exposição individual – ExpoLeonaLua – Produtora Lua Nova – SP – Brasil
             Mostra Geometria Humana – coletiva fotográfica na apArt Private Gallery – Brasil
             Mostra Entre Mundos - coletiva graffiti, ilustração e pintura na apArt Private Gallery
             Mostra Nas Nuvens - individual, várias técnicas, na apAry Private Gallery

2014 - Mostra Glory - individual, várias técnicas, na apAry Private Gallery


Lua Leça

Lua Leça, nascida em 1985 em Recife, atualmente residindo em São Paulo, é publicitária com pós-graduação
em mídias digitais, artista auto-didata, escritora e como ela mesmo diz “re-PRODUTORA DE AR-te”.

 Site: www.lualeca.me
 

Marc Baptiste

Was born in Port Au Prince, Haiti. His early experiences growing up on the beautiful island would serve him well, when at an early age he moved to the US.

 He has photographed Hollywood A-listers and those residing on the cutting edge of creativity including; Pharrell Williams,  Shakira,  Erykah Badu, Chloe Sevigny, Beyonce, Janelle Monae, Idris Elba, Barack Obama and Yoko Ono, among many others.

He has compiled three volumes celebrating the female form, beginning with 2001's Beautiful – Nudes by Marc Baptiste, followed by Intimate and Innocent. His work has been published in a marquee lineup of international print publications including; Cosmopolitan, Details, Elle, Esquire, Ebony, Glamour, Harpers Bazaar, Marie Claire, and Vanity Fair. His commercial work is distinguished for its appeal in global markets.

Expanding his repertoire into video work, Marc has delivered motion for a diverse clientele. Fashion collections for Morgane Le Fay, music videos (Patrice, Robin Thicke) and intercontinental advertising work with Shakira for Crest take pride of place in his show-reel alongside a personal exploration documenting the Rara bands of Haiti.          

Love for his birthplace influences all of Marc's work. He supports a number of Hatian charities including Ciné Institute and his commitment to the re-building of his birthplace prompted his partnership with Donna Karan’s Urban Zen after the devastating 2010 earthquake.  Since 2012 Marc has traveled with NOAH NY {a 501 (c) (3) not-for-profit organization} to support their medical mission which provides free medical care to thousands in the town of Fort Liberte, Haiti.

Marc holds a great love for music, soccer and travel. 

Site: http://www.marcbaptiste.com/


Marcos Lopes

Paulistano formado em Publicidade e Propaganda, deu passos decididos em seu percurso, desde os tempos em que conquistou sua primeira câmara fotográfica, aos 15 anos, uma Kodak Instamatic. Passou período em residência no Havaí, onde documentou campeonatos de surf, para chegar à invejável marca de centenas de cliques para capas de revistas importantes e campanhas para agências de propaganda nacionais e internacionais. A exposição ‘Yawanawa – No Coração do Mundo’, onde seu trabalho fotográfico ganhou status antropológico e artístico, fez parte da programação oficial do Ministério da Cultura durante a Rio + 20 e é marco em sua carreira.

Site: http://marcoslopes.com/


Markus Kawamura

Nasceu no ano de 1973 em São Paulo. Publicitário formado em Direção de Arte nos Estados Unidos, trabalhou nas maiores e mais importantes agências de Publicidade do Brasil e em Portugal, como AlmapBBDO, W/Brasil, Leo Burnett, entre outras, conquistando dezenas dos mais importantes prêmios nacionais e internacionais.

Seus 15 anos de experiência com a direção de arte aflorou hobbies que aos poucos foram ganhando mais espaço em sua vida:
a pintura e a fotografia.

A exposição “NY Under”, é a primeira de Marcus Kawamura, e conta com fotos que representam o cotidiano de um nova iorquino e as belezas escondidas em seu dia a dia.

Site: http://www.marcuskawamura.com/


Maurício Nahas

Estudou até o 3º ano da Faculdade de Medicina da Santa Casa e após abandonar os estudos iniciou sua carreira em fotografia. Em 1985, trabalhou como fotógrafo no Estúdio da Editora Abril e em 1995, abriu seu próprio Estúdio. Trabalha para as mais importantes agências de publicidade do país. Ganhou dois Leões de prata e dois Leões de bronze em Cannes. Ficou em 2º lugar no prêmio Conrad Wessel de Fotografia no ano de 2002 e em 1º lugar no ano de 2006.

 Site: http://www.mauricionahas.com.br/ 


Onesto

Alex Hornest (1972) é pintor e escultor que vive e trabalha em São Paulo, cidade que o inspira e o faz refletir
sobre temáticas urbanas, lúdicas e introspectivas.

Baseado nisso produz suas obras focando a relação entre as cidades e seus habitantes.

Já em suas esculturas costuma trabalhar com materiais como madeira, bronze, porcelana shiro e concreto onde agrega
objetos inusitados/casuais do nosso dia a dia.

Em suas pinturas a tinta óleo, a acrílica e a duco se mesclam para criar texturas e contrastes com sobreposições que definem luz,sombra, profundidade, transparencias e desfoques onde as cores não são o ponto chave para a interpretação dos objetos ou o que eles discutem.

Por muitas vezes personagens imaginários e reais se revelam retratando um universo lírico que contrapõe o caos e a agitação de onde são retirados onde foca sua produção em tudo aquilo que lhe cerca procurando propor interações entre obra e espectador para que umexista
apenas pela existência do outro.

Site: 

 

Oscar Alvarez

Manizales, Colombia, 1970. Diseñador visual - Universidad de Caldas. Periodista. mbajador de Buena Voluntad Ayuda en Acción Colombia. 

Oscar Alvarez utiliza la fotografía, los objetos y los recursos digitales como herramienta para su obra artística. El registro de sus constantes viajes visitando comunidades afectadas por el conflicto armado en Colombia le sirven de inspiración. Con una visión estética contemporánea, Álvarez explora técnicas y materiales en una búsqueda política, conceptual, concreta, sencilla y esperanzadora que conjuga su visión ideal de la vida con la realidad actual.

 - Circuito Arte Moda, Alquimia. Expo fotográfica Los niños de cristal. Bogotá. Colectiva. Diciembre de 2015.

- Le Salon Comparaisons, Art en Capital, Grand Palais, París. Fotografía, ERCOLE-ALVAREZ, Noviembre 2015.

– BARCÚ. CAM - Bogotá. Expo Diosa Hilandera. Fotografía. ERCOLE/ALVAREZ Oct 2015.

– BCapital. CAM - Sept 2015. Bogotá. Fotografía.

– #FOTO360º - Galería Otros 360º Bogotá. Mayo 2015.

– El salón de la Justicia. Bogotá. Mayo 2015. Fotografía. 

- CAM Circuito ArteModa, Bogotá - Abril 2015. Maiko. Digital, obra plástica. 

- Le Salon Comparaisons, Art en Capital, Grand Palais, París. Fotografía. ERCOLE-ALVAREZ - Noviembre 2014.

- Centro Cultural Terpel, fotografía, exposición Graphitrópicos, Artistas, Nadín Ospina, Ana Salazar, Oscar Alvarez. Bogotá, Octubre 2014.

- Las Otras Meninas. Biblioteca Departamental, Cali, exposición colectiva, fotografía, Octubre 2014.

- Las Otras Meninas. Palacio de la Aduana, Barranquilla, exposición colectiva, fotografía, Barranquilla, abril 2014.

- Las Otras Meninas. Palacio de la Inquisición, exposición colectiva, fotografía, Cartagena, enero 2014.

 

Paulo Fabre

 

Desde 2007 dedica-se ao estudo e à produção de imagens, desenvolvendo-se como fotógrafo e artista.Estudou fotografia com o mestre Carlos Moreira, em 2009/10. Participou da exposição de retratos “Morro de Amores Rio” - MAM-RJ e Araka, Rio de Janeiro, 2011. Em 2012 foi para Nova York para estudar no International Center of Photography - ICP. Trabalhou no Estúdio Marcio Scavone. Teve fotos exibidas na See.Me Art Gallery, em Nova York, em 2013. Participa de projetos fotográficos pela editora Empresa Das Artes. Fotografa para a ONG Operação Sorriso do Brasil.

Site: http://www.paulofabre.com.br/

 



Paulo Mancini

Fotógrafo desde 1985, mais recentemente vem atuando também como diretor de cena.

Site: http://paulomancini.com.br

 

Paulo Vainer

Trabalhou em NY nos estúdios de Steve Bronstein e Andreas Heiniger e, no Brasil, na Editora Abril. Em 1990 abriu seu próprio estúdio, tornando-se um dos principais fotógrafos de moda e publicidade do Brasil. Em 1991, como diretor de fotografia, atuou ao lado de alguns dos mais importantes nomes do cinema nacional, como Ricardo Van Steen, Walter Salles, Andrucha Wadingtton e Fernando Meirelles. Como diretor de cena, especializou-se em beleza, moda, carros, fazendo filmes para marcas como o Itaú, Volkswagen, Nike, Nestlé e Renault, entre outras.

Site: http://www.paulovainer.com.br/pv/


Pedro Dimitrow

Paulistano nascido em 1975, formado em Desenho Industrial na FAAP. Dos estúdios de Cinema Publicitário aos sets da fotografia Still Life trabalhou com renomados fotógrafos até abrir o seu estúdio em 2005. De lá até hoje ganhou prêmios importantes em Festivais Nacionais
e Internacionais como o Cannes Lions, El Ojo, Prêmio Abril, Publicis World Wide entre outros.

Site: http://www.pedrodimitrow.com.br/


Raul Raichtaler

Fotógrafo atuante no mercado publicitário há mais 10 anos. Formado em Comunicação Social pela Fundação Armando Álvares Penteado, especializou-se em fotografia em Nova York pelo International Center of Photography. Participou de exposições coletivas e teve uma fotografia adquirida pelo Kyosato Museum of Photography Arts (Japão, 2002). Atualmente, além do trabalho em publicidade, desenvolve projetos
autorais em São Paulo.

Site: http://www.raulraichtaler.com/


Ricardo Barcellos

Nasceu em Porto Alegre em 1969 e graduou-se em Comunicação Social na PUC-RS em 1991, quando se mudou para São Paulo, onde trabalhou como assistente de fotografia até 1997. Nesse ano muda-se para Nova Iorque, onde fez um curso no International Center of Photography.Transita entre a fotografia publicitária e projetos de arte utilizando fotografia , vídeo e instalação. Ganhador do prêmio Hasselblad latin amerrica, prêmio Conrrado Wessel , cannes lions entre outros. Já expôs em Madrid no Photoespanha, na Rebública Checa, Rebública Dominicana, França. Seu trabalho está em importantes coleções como Masp/ Pirelli, Pinacoteca do Estado, Mac/RS (Museu de Arte Contemporanea do Rio Grande do Sul)
e Instituto Cervante, Madrid , Espanha.

Site: http://www.ricardobarcellos.com/ 


Rodrigo Ribeiro

Paulistano nascido em 1969, estudou fotografia na Escola de Artes e Comunicação de Lisboa. Desde 1996 atua como fotógrafo nas áreas de publicidade e editorial. Tem entre seus clientes as mais renomadas agências de publicidade e editoras do país. Seus trabalhos obtiveram prêmios no London Awards, New York Festival, Cannes, CCSP e FIAP.

Site: http://estudiorodrigoribeiro.com.br/


Speto

É considerado hoje um dos maiores artistas do street art brasileiro. Tendo em vista que ele nasceu em 1971 e começou a grafitar na década de 80, em São Paulo, pode-se concluir que ele fez parte de um movimento maciço, que conseguiu transformar a simples ideia do graffiti nacional em uma arte, que passou a ser respeitada e valorizada no mundo inteiro.

Mesmo em uma época onde as informações, tanto de comportamento como de estilo de vida, eram escassas, Speto sempre teve vontade de acontecer e, fez isso, ao lado de toda uma geração de músicos, artistas e pensadores, como Marcelo D2, Nação Zumbi,O Rappa, Zé Gonzalez, Gêmeos, Tinho, entre outros que a partir de poucas idéias de fora e muita cultura nacional, criaram uma forma nova de se expressar.

Na época, Speto já colecionava referências urbanas, observadas durante seus anos de trabalho direto com marcas de skate. Seu trabalho começou a aparecer em diferentes nichos, era possível ver o graffiti criando força em capas de CDs (O Rappa, Nação Zumbi, Raimundos, Planet Hemp e Marcelo D2), cenografia, fanzines, videoclipes e nas próprias ruas de Sao Paulo.

Com o avanço das mídias e com um mercado e uma moda mais aberta, que permitia uma diversificação do estilo de vida das pessoas, o graffiti brasileiro começou a ser exportado. Speto, foi pioneiro, fez o casamento das culturas do Cordel com o Hip Hop.

O casamento deu certo. E agora, após completar bodas de prata grafitando, tem na bagagem a visita a mais de 14 países. Desenhou em cidades como Paris, Berlim, Nova York, Moscou e Londres.

Além disso, vale destacar as exposições que assinou: em Berlim, na Copa do Mundo de 2006 - Copa da Cultura; no Museu AfroBrasil em 2008 - Território Ocupado; em NY, na Jonathan Levine Gallery , Ruas de São Paulo; na Choque Cultural e, por fim, a exposição realizada na Inglaterra,
em 2007, na Ocontemporary - Cor da Rua.

Site: http://www.speto.com.br/


Thiago Verdeee

Formação: autodidata

Inspirado na essência da street art, Verdeee apresenta uma proposta de colagem das artes visuais em materiais reaproveitados que representam outras veias artisticas como: moda,música, cinema e literatura. Verdeee mergulha nesse universo e defende uma arte moderna, irreal, que se comunica diretamente com o público por meio de signos e símbolos retirados do imaginário que cerca a cultura das massas e a vida cotidiana.
A defesa do popular traduz uma atitude artística adversa ao hermetismo da arte moderna. Nesse sentido, seu trabalho se coloca na cena artística como um dos movimentos que recusa a separação arte/vida. E o faz pela incorporação da publicidade, das imagens televisivas,da internet e do cinema. Assim como os artistas pop, Verdeee é um dos artistas que se beneficia das mudanças tecnológicas e da ampla gama de possibilidades colocada pela visualidade moderna, e na internet, que está no mundo - ruas e casas - e não apenas em museus e galerias.


Val Schneider

Formada em artes plásticas pela UPF de Passo Fundo no Rio grande do Sul, a artista trabalhou com moda durante grande parte de sua carreira, sua outra grande paixão. Mas, a arte sempre esteve presente em suas criações, seja nos figurinos para teatro, nos cenários, nas ilustrações, na pintura ou no próprio design de moda. Há dois anos a artista decidiu dedicar-se totalmente a arte e ilustração. Voltou a pintar e estudar arte. Utilizando a técnica da aquarela e acrílica sobre tela e papel começou sua trajetória.

Revela imagens lúdicas, suaves e orgânicas, ao mesmo tempo. Suas aquarelas expressam a combinação entre a transparência das cores e seus efeitos vaporosos com o desenho. Seu interesse é pela delicadeza, como se fosse uma canção silenciosa, um grito pela tranqüilidade, uma escolha pelo cuidado com o mundo. Uma janela com outra vista, como na imaginação das crianças.

Site: http://valschneider-arte.blogspot.com.br/